corrida

Georgi Georgiev

david.gusmao.ortopedia.acidente.corredor.georgi.kirilov.georgiev

 

Velocista da Bulgária quebra perna e desloca joelho ao

correr 100m rasos

 

Georgi Georgiev sofre lesão impressionante durante as eliminatórias do Campeonato Europeu, na Finlândia.

Lesões fazem parte da vida de qualquer atleta, isto é um fato. Uma contusão no tendão, outra na virilha, quem sabe até uns cortes ou hematomas de uma queda, dependendo do esporte. O mais improvável seria ver uma perna se quebrar em uma disputa dos 100m rasos. Mas foi exatamente isso que aconteceu com Georgi Kirilov Georgiev, da Bulgária, nas eliminatórias do Campeonato Europeu, em Helsínquia, na Finlândia. É o que conta a publicação do jornal britânico Daily Mail.

Clique aqui para assistir ao vídeo.

Tudo parecia correr bem até a metade do percurso, quando o velocista diminuiu o ritmo das passadas. Logo depois, veio o colapso. O búlgaro sentiu uma dor incontrolável e sucumbiu no meio da pista. O resultado foi uma perna quebrada e um joelho fora da rótula. Apesar do susto, Georgiev conseguiu andar até uma cadeira de rodas, onde foi amparado pelos médicos.

Fonte: Globo Esporte
 

Carlos José Sanches Rodrigues

David Gusmão | Médico Ortopedista | Cirurgia de Quadril e Videoartroscopia | Carlos Sanches

Paciente do dr. David Gusmão, o sr. Carlos José dá o seu depoimento. Ele passou por uma artroscopia bilateral de quadril e, seis meses depois, participou da Maratona Internacional de Porto Alegre.

"Seis meses após realizar uma artroscopia bilateral de quadril, aqui estou participando da Maratona Internacional de Porto Alegre. Em primeiríssimo lugar, quero agradecer o meu Senhor e Salvador Jesus Cristo que me dá saúde e forças para vencer. Também agradeço o meu médico, Dr. David Gusmão e os meus fisioterapeutas da Fisiovida, em especial o Vinícius e a Ivi. E também todos os meus amigos e familiares, em especial a minha esposa Patrícia. Que Deus nos abençoe!"

Fonte: Facebook
 

Prevenção de Lesões na Corrida

correr545x230

Correr é uma ótima forma de exercício, recreação e prática esportiva para adultos, adolescentes e crianças. Seja sozinho ou em um ambiente de equipe, correr, quando feito corretamente, pode melhorar a aptidão física, coordenação, senso de realização e desenvolvimento físico e emocional. No entanto, correr sob condições adversas ou com roupas e equipamentos inadequados pode causar uma variedade de lesões e estresse físico.

Quais são os principais sintomas de uma lesão de corrida?

Sinais de que você pode ter uma lesão ou necessidade de alterar ou interromper a sua atividade física são:

  • Dor ou desconforto durante a execução;
  • Dor em repouso;
  • Incapacidade de dormir;
  • Mancar;
  • Falta de ar facilmente;
  • Rigidez;
  • Dores de cabeça durante ou após a execução;
  • Tonturas ou sensação de tontura qualquer momento.

Quais são as lesões comuns na corrida?

Lesões de corrida em crianças são relativamente comuns e podem incluir:

  • Lesões no joelho - dor na rótula, tendinite;
  • Dor nas pernas - dores nas canelas, fraturas por estresse, problemas de panturrilha;
  • Pé e tornozelo - entorse de tornozelo, dor no calcanhar, fasceíte plantar ( dor na parte inferior do pé), lesões do dedo do pé;
  • Lesões pélvicas e musculares, lesões por crescimento de estresse, tendinite, dor na virilha, dor na região glútea;
  • Lesões de calor - queimaduras solares, desidratação, exaustão pelo calor, acidente vascular cerebral;
  • Lesões de pele - bolhas ou erupção de calor.

Por que é importante parar de correr quando estou magoado?

Parar quando há um problema e corrigi-lo é o melhor para voltar a correr novamente no menor tempo possível. Sempre que houver um problema, contate o seu médico imediatamente para diagnóstico e tratamento adequado. Na maior parte das vezes, os problemas são facilmente resolvidos se atendidos rapidamente.

Como posso evitar lesões?

Metas de planejamento

  • Discuta sobre a execução com um treinador, preparador físico, corredor adulto experiente ou correr com organização;
  • As crianças e os pais devem sempre discutir as metas do programa em execução;
  • Determine a razão (objetivo) que você está executando (por exemplo: fitness, recreação, treinamento, competição);
  • Desenvolva um plano de execução e estratégia que é compatível com o seu objetivo e seu nível atual de condicionamento;
  • Defina metas seguras, alcançáveis e avance devagar e com cautela.

Preparando para correr:

  • Hidrate-se (beba água) com bastante antecedência;
  • Alongue o corpo por cinco minutos antes do início do exercício;
  • Acelere lentamente.

Traje para bom funcionamento: A loja de roupas esportivas local é um bom lugar para começar e fazer perguntas. É importante lembrar o seguinte:

  • Roupa leve e respirável impede o acúmulo de suor e permite uma melhor regulação de calor corporal;
  • Chapéus cobrem a cabeça, o ouvido, protegem do sol, permitem a regulação da temperatura - eles também são excelentes para o tempo frio a fim de evitar queimaduras;
  • Espessura conveniente e adequada de meias ajuda a evitar bolhas e irritação;
  • Sapatos adequados, devem se encaixar bem e serem confortáveis;
  • Inspecione os sapatos antes de executar: se eles estão desgastados ou são inclinados, você deve comprar sapatos novos;
  • Órteses (palmilhas comercial off-the-shelf ou sob medida) são especialmente valiosas para pessoas com pé chato, de pés arqueados, tornozelos instáveis ou problemas nos pés.

Locais seguros para correr:

  • Terreno plano, pois é mais suave para o corpo;
  • Evite colinas íngremes;
  • Mantenha-se em áreas bem iluminadas (por exemplo: escolas, vias públicas);
  • Sempre com um parceiro (de preferência um adolescente ou mãe);
  • Um pai deve sempre saber:
  • - Onde você está correndo;
  • - Quando você está correndo;
  • - O quanto você está correndo;
  • - Com quem você está correndo;
  • - Quando você espera estar de volta;
  • - Quando tiver terminado;
  • Use um saco para levar um celular com você;
  • Evite o uso de fones de ouvido, especialmente se você estiver correndo na rua, para que você possa ouvir o tráfego e os sons de alerta.

Condições de tempo seguras: Crianças e adolescentes não podem tolerar os extremos climáticos que os adultos podem, tornando-as mais suscetíveis ao calor e lesões frias. Prevenir doenças provocadas pelo calor (por exemplo: queimaduras solares, desidratação, exaustão) ou lesões de frio (congelamento), monitorando as condições meteorológicas. Evite correr quando:

  • As temperaturas são mais de 32ºC;
  • Os níveis de umidade são elevados;
  • As temperaturas são frias ou de congelamento;