Artrose

Ácido Hialurônico para artrose (viscobiológico)

Ácido Hialurônico para artrose (viscobiológico)

O ácido hialurônico intra-articular é uma opção de tratamento para a Artrose relativamente bem estabelecida e é recomendada como uma opção de tratamento por muitas organizações, incluindo o Colégio Americano de Reumatologia e a Sociedade Internacional de Pesquisa de Osteoartrite.

A Sociedade Internacional de Pesquisa em Osteoartrite (OARSI) desenvolveu um conjunto de provas baseadas em consensos e estabeleceu a força da evidência para cada um. Eles recomendam a consideração de ácido hialurônico intra-articular, indicando que pode ser útil, e afirmam que o início da ação pode ser adiada, mas há uma duração prolongada do benefício sintomático.

Quando é o momento de realizar a cirurgia de Prótese de Quadril?

Quando é o momento de realizar a cirurgia de Prótese de Quadril?

Neste vídeo Dr. David Gusmão explica quando é o momento de realizar a cirurgia de Prótese total de quadril (artroplastia total de quadril)

Mais informações sobre próteses de quadril:
http://davidgusmao.com/protese-de-quadril-artroplastia/

Mais informações sobre tratamento viscobiológicos:
http://davidgusmao.com/viscossuplementacao-para-quadril-e-joelho-synvisc-acido-hialuronico

A marca da Glucosamina tem influência no alívio dos sintomas da osteoartrose

Estudo da revista Arthritis Care & Research demonstra que a MARCA da glucosamina, medicação utilizada para artrose/artrite tem nfluência significativa nos resultados. O laboratório Rottapharm/Madaus demosntrou ter melhor desempenho. O estudo indica como essa razão sendo a responsável pelos resultados variáveis da glucosamina utilizada para artrose.

 

Conclusion

Most of the observed heterogeneity in glucosamine trials is explained by brand. Trials using the Rottapharm/Madaus glucosamine product had a superior outcome on pain in OA compared to other preparations of glucosamine. Large inconsistency was found, however. Low risk of bias trials, using the Rottapharm/Madaus product, revealed a small effect size.

Resveratrol, encontrado em uvas vermelhas, pode ajuda na Artrose

O estudo demonstra que concentrações de 25 e/ou 50 µM de tratamento com resveratrol (componente encontrado na casca de uvas vermelhas) estimula significativamente a expressão gênica dos condrócitos, induzindo-os a um estado hypertrófico.

Conclusions: At concentrations of 25 µM and/or 50 µM, resveratrol treatment significantly upregulates SIRT1 gene expression in normal and osteoarthritic chondrocytes. Resveratrol induces chondrocytes into a hypertrophic state through upregulation of COL1, COL10, and RUNX2.

Número de pacientes com Prótese total de Quadril e Joelho devem aumentar

Transient

Pesquisas apontam a prevalência de 1.5% de Prótese total de Quadril e 2,2% de Prótese de joelho em 2010 nos EUA. Isso significa 11,2 milhões de pessoas vivendo com articulações artificiais. California, Florida e Texas tem o maior número enquanto que Alaska e Havaí o menor.

As mulheres lideram e a prevalência aumenta com a idade.

A boa notícia é que graças a esses procedimentos cirúrgicos as pessoas estão podendo se movimentar! A artrose e artrite do quadril e joelho são extremamentes detrimentais para qualidade de vida.

#KeepMoving, #movimentoévida

Rates of THA and TKA expected to increase | Orthopedics

Artrose do Quadril e Joelho

O que é?

"A artrose é um processo degenerativo de desgaste da cartilagem, que afeta, sobretudo, as articulações que suportam peso ou as que fazem movimentos em excesso, como por exemplo, os joelhos ou os Quadris", destaca a Dra. Diana Dubinsky, médica reumatologista do Centro Antirreumático do Hospital de Clínicas, de Buenos Aires. Esta doença vincula-se ao envelhecimento das articulações, que ocorre com o passar do tempo. Inicia-se, em geral, a partir dos 40 ou 45 anos. Porém, também pode aparecer de forma precoce como consequência de traumatismos ou problemas congênitos que afetem a articulação. Por exemplo, a displasia de quadril é uma má formação congênita da articulação, este é um fato que predispõe a uma artrose precoce. Em geral, o envelhecimento e a sobrecarga da articulação fazem com que a cartilagem se desgaste e perca agilidade e elasticidade. Os sintomas da artrose são a dor e a limitação da função articular. A limitação do movimento deve-se ao fator mecânico: as superfícies articulares, em vez de estarem acolchoadas pela cartilagem, tornam-se rugosas e atritam-se.

Artrose é o mesmo que artrite?

"A artrite é uma doença inflamatória que pode afetar várias articulações ao mesmo tempo, por isso também denomina-se poliartrite. Não está vinculada com a idade, pois pode aparecer na juventude", explica a especialista. Existem distintos tipos de artrite, uma delas é a artrite reumatóide. Esta enfermidade compromete o estado geral da pessoa, produzindo abatimento, cansaço e perda de peso. Também provoca inflamação, tumefação e avermelhamento da articulação. A dor é contínua mesmo em repouso e a pessoa levanta-se com muita dor e rigidez. A artrose, ao contrário, apresenta uma dor mecânica que se sente depois de utilizar a articulação. Geralmente é uma dor vespertina e alivia-se com o repouso. A pessoa pode levantar-se dolorida e sentir um pouco de rigidez, o que dificulta o início do movimento. Porém, em alguns minutos a rigidez desaparece e a pessoa pode movimentar-se normalmente. A artrose diferencia-se da artrite reumatóide pelo comprometimento do estado geral. Também existem pessoas assíntomas, mas o médico pode detectar a artrose em uma radiografia. Isto mostra, entre outras coisas, que o espaço ocupado pela cartilagem é menor que o habitual porque esta está deteriorada. Dado que a cartilagem cumpre a função de amortecer a pressão e o atrito entre os ossos, ao deteriorarem-se, os ossos se tocam e se desgastam. "A medida que o osso se destrói, se produz um processo reparador que consiste em formar um novo osso, porém com características diferentes do osso normal. É o que se conhece comumente nas vértebras como bico de papagaio, e que tecnicamente denominam-se osteofitos", explica Dubinsky.

Como prevenir a artrose?

Além da idade, existem fatores que favorecem o aparecimento da artrose. Um dos mais importantes é o sobrepeso, porque produz uma sobrecarga nas articulações. Neste sentido, é importante que a alimentação consista em uma dieta balanceada e sem excesso de gorduras, para evitar o sobrepeso. A obesidade sempre é acompanhada pela artrose. Outro fator importante, assinala a Dra. Dubinsky, é a atividade física, como por exemplo, caminhar, andar de bicicleta ou nadar. Uma caminhada efetiva tem de ser contínua e com passo firme, com duração de 20 ou 30 minutos. O exercício, para ser benéfico, tem que ser sistemático e fazer com que a articulação mova-se em toda a sua amplitude. O exercício é um método de prevenção e de tratamento. Neste sentido, a dor é um bom indicador de limite, se há dor é sinal de que se está fazendo exercício em excesso ou que se está fazendo da forma errada. Com respeito à administração de medicamentos, os especialistas preferem utilizar a menor quantidade possível de remédios, e ver quanto os pacientes podem melhorar com tratamentos locais, orientados a desinflamar e acalmar a dor. Por exemplo, a aplicação de ondas curtas através de tratamentos de Quinesiologia. O problema é que os anti-inflamatórios possuem efeitos secundários, em especial os problemas gástricos que estes podem causar. Por esta razão, se o paciente tem dor, mas não tem inflamação, o médico receita-lhe somente um analgésico que não irá afetar tanto a mucosa gástrica. De qualquer forma, já existe uma nova geração de anti-inflamatórios que inibem a inflamação de forma específica, sem afetar o estômago. Mas também existem outros tipos de drogas que apontam para melhorar a cartilagem. "Estas drogas aplicam-se em artroses não muito avançadas, naquelas em que a cartilagem ainda não se encontra muito deteriorada", esclarece à especialista. Estes medicamentos aparentemente nutrem a cartilagem, ainda que seja difícil quantificar a melhora. A especialista destaca que um paciente com artrose não deve ser resistente ao uso de uma bengala, porque ela evita que a articulação carregue peso, desinflame-se e possa funcionar um pouco melhor. Também ajuda o uso de um "andador" ou colete. O passar dos anos é irremediável. Porém, existem maneiras de retardar um pouco a aparição dos incômodos sinais do tempo.

Fonte: Site Portal São Francisco/doenças