Estalo no Quadril, Quadril em Ressalto, Snapping Hip

 Atividades com grande amplitude de movimento do quadril podem provocar estalidos. Como dança, artes marciais pilates...

Atividades com grande amplitude de movimento do quadril podem provocar estalidos. Como dança, artes marciais pilates...

Quando você anda, se levanta de uma cadeira ou balança a perna em movimentos giratórios, você pode sentir ou ouvir uma sensação de "estalo" no seu quadril, que é geralmente indolor e inofensivo, embora a sensação pode ser desconfortável. Jovens atletas e dançarinos frequentemente experimentam esse ressalto ou estalido. Algumas pessoas podem ter a sensação de que o quadril está se "deslocando" ou desencaixando da articulação, mas em geral isso não ocorre.

O que pode causar estalos no quadril?

Seguem as causas mais comuns abaixo:

Ressalto externo - Tendão da fáscia lata/Banda iliotibial

Tendão do músculo tensor da fáscia lata ao passar por cima do osso grande trocanter provoca um ressalto. Alguns pacientes relatam que o quadril parece deslocar.

Uma das causas mais comum do Quadril em Ressalto é a sensação da passagem de um músculo ou tendão (o tecido resistente, fibrosa que liga o músculo ao osso) sobre uma estrutura óssea. No quadril, o local mais comum é a do lado externo, onde uma faixa de tecido conjuntivo muito forte (a banda iliotibial) passa sobre a porção mais lateral do fêmur, o grande trocanter.

Quando o quadril está estendido, a banda iliotibial está por trás do grande trocanter. Quando se flexiona o quadril, a banda se move para frente do grande trocanter. Em algumas pessoas o grande trocanter se sobressai e o movimento da banda cria o estalo que você ouve e sente. Eventualmente, isso pode levar a bursite do quadril, atualmente chamada de Sindrome dolorosa do grande trocanter . Bursite é o espessamento e inflamação da bursa, um saco cheio de fluido que permite que o músculo se mova suavemente sobre o osso, ou seja, em geral um evento secundário.

Nesse vídeo pode-se notar que alguns pacientes conseguem provocar o estalido no quadril. No caso dessa paciente ela possui um ressalto externo causado pela banda iliotibial / tensor da fáscia lata. As vezes os paciente relatam a sensação do quadril estar se deslocando, se desencaixando, mas isso não ocorre.

Clique aqui para assistir ao vídeo.

Ressalto interno - Tendão do músculo iliopsoas

Outro tendão que poderia causar um ressalto no quadril se localiza na frente do quadril. Esse tendão é formado por dois músculos: músculo psoas e o músculo iliaco; em conjunto formando o tendão conjunto do iliopsoas. O iliopsoas é um potente flexor do quadril e rotador externo. Quando você dobra o quadril ou roda externamente, o tendão se desloca sobre da cabeça do fêmur e sobre a borda do acetábulo (osso da bacia), quando se estica o quadril, o tendão se desloca sobre a cabeça do fêmur novamente. Este movimento de vai-e-vem pode provocar estalidos. Alguns pacientes podem sofrer lesões sobre esse tendão e em alguns casos esse tendão pode estar dentro da articulação do quadril e provocar lesões no labrum articular ou até mesmo na cartilagem da cabeça do fêmur.

 Cápsula do quadril. Legenda em amarelo demonstra um orifício que em 15% das pessoas faz uma comunicação entre o tendão do músculo ílio-psoas e a articulação do quadril.

Cápsula do quadril. Legenda em amarelo demonstra um orifício que em 15% das pessoas faz uma comunicação entre o tendão do músculo ílio-psoas e a articulação do quadril.

 Ilustração representa o tendão do músculo psoas causando ressalto sobre a borda do acetábulo ou da cabeça femoral.

Ilustração representa o tendão do músculo psoas causando ressalto sobre a borda do acetábulo ou da cabeça femoral.

 Na figura da direita, o tendão do músculo psoas está anormalmente dentro da articulação do quadril. Neste caso, começa a causar atrito sobre o labrum. Causando dor semelhante a ruptura labral e ao impacto femoroacetabular. Veja o vídeo abaixo.

Na figura da direita, o tendão do músculo psoas está anormalmente dentro da articulação do quadril. Neste caso, começa a causar atrito sobre o labrum. Causando dor semelhante a ruptura labral e ao impacto femoroacetabular. Veja o vídeo abaixo.

Dr. David Gusmão demonstra através da videoartroscopia de quadril a presença do tendão do músculo psoas anormalmente dentro da articulação do quadril simulando dor típica de lesão labral ou de impacto femoroacetabular. www.davidgusmao.com.br

 

Crepitações de dentro da articulação

Rupturas da cartilagem e do labrum podem formar detritos dentro da articulação do quadril. Em geral essas alterações ocorrem em um quadril com artrose ou que sofreu um trauma. Quando a cartilagem está gasta ou lesionada pode provocar diversas reações inflamatórias dentro da articulação levando até a formação de líquido, assim como a famosa "água no joelho" também existe a "água no quadril". Fragmentos soltos de cartilagem podem travar o quadril, causando dor aguda e dificuldade de movimentar a articulação momentaneamente.

Existem alterações de quadril que podem provocar o desgaste precoce da articulação; o impacto femoroacetabular. Felizmente essa condição pode ser tratada de forma minimamente invasiva, retardando o surgimento da artrose.

“É importante lembrar que a causa mais comum de ARTROSE no quadril é o impacto femoroacetabular; condição que pode ser tratada ANTES da artrose avançada ocorrer.”

— Dr. David Gusmão

O quadril com artrose possui a superfície da articulação muito RUGOSA e com pouca cartilagem. Ao movimentar-se o paciente pode sentir ruídos, crepitações como se tivesse AREIA dentro da articulação. Em casos mais graves o paciente relata como se tivesse VIDRO quebrado dentro da articulação!

Diagnóstico

A maioria das pessoas não visitam um médico para ressalto do quadril, a menos que sintam alguma dor. O papel do médico é descobrir a origem do problema. Ele pode perguntar onde dói, que tipos de atividades provoca a dor, se você pode demonstrar o ressalto ou se você sofreu algum trauma na região do quadril.

Você pode também ser convidado a se levantar e mover seu quadril em várias direções para reproduzir o ressalto. O médico pode até ser capaz de sentir o tendão se movendo quando você dobrar ou estender o quadril.

É comum ser necessário exames de imagens como raio-x, ressonância nuclear magnética ou tomografia computadorizada. Outros testes para que o médico possa excluir quaisquer problemas com os ossos ou articulações.

Tratamento

Se seu quadril estalar e for indolor, não é necessário tratamento. Mas sugiro que não fique provocando os estalidos, pois podem começar a ficar doloridos. Se o quadril estalando o incomoda, mas não a ponto de ver um médico, tente as seguintes opções de tratamento conservador em casa: Reduzir seus níveis de atividade e aplicar gelo e realizar alongamentos para o quadril.

Modifique suas atividades esportivas ou exercícios para evitar movimentos repetitivos do quadril. Por exemplo, reduzir o tempo bicicleta e nadar apenas com os braços, poupando os membros inferiores.

Evite cruzar as pernas ao sentar ou deitar, pois essa posição aumenta a tensão sobre o tendão da fascia lata podendo piorar sua dor.

Se você ainda estiver enfrentando o desconforto depois de tentar esses métodos conservadores, consulte um especialista em quadril para tratamento profissional.

Nos casos em que ressalto do quadril não respondem ao tratamento conservador, a cirurgia pode ser recomendada. O tipo de cirurgia vai depender da causa do estalo do quadril; artroscopia do quadril é um dos métodos mais comumente indicados hoje.

Atenção: As informações contidas no site expressam a opinião do autor. As opiniões não tem vínculo com nenhuma instituição. As informações aqui contidas não substituem a avaliação médica. O médico não pode realizar diagnóstico e tratamento a distância ou por e-mail. Consulte um médico sobre problemas pessoais específicos.

comments powered by Disqus

Hello, World!