Video da Mayo Clinic (EUA) demonstrando o uso da Terapia Celular com celulas tronco para Osteonecrose do Quadril - A Mesma técnica que realizamos.

Vídeo da Mayo Clinic (EUA) demonstrando o uso da Terapia Celular para Evitar o uso da Prótese de Quadril em pacientes com Osteonecrose da cabeça femoral - a Mesma técnica que realizamos.


PRP - Plasma rico em plaquetas:

Apesar do sangue ser formado principalmente por componente líquido (chamado plasma), ele também contém componentes sólidos (células vermelhas, células brancas e plaquetas).

As plaquetas são mais conhecidas pelo seu envolvimento na formação do coágulo sangüíneo. Porém, as plaquetas também contém centenas de proteínas chamadas "fatores de crescimento" que são muito importantes para a cicatrizarão dos tecidos.

O PRP (plasma rico em plaquetas) é o plasma com uma concentração de plaquetas muito maior que achada no sangue in natura. A concentração das plaquetas, e consequentemente dos fatores de crescimento, podem atingir valores de 5 a 10 vezes maiores que no sangue.

O preparo do PRP envolve primeiramente a retirada do sangue do paciente. Após as plaquetas são separadas das outras células sangüíneas e sua concentração é amplificada por centrifugação. Finalmente o concentrado das plaquetas é combinado com o plasma.

(http://orthoinfo.aaos.org/topic.cfm?topic=A00648)

Terapia por PRP oferece uma solução promissora para acelerar a cura de lesões de tendões e osteoartrite, de forma mais natural, sem submeter o paciente a um risco significativo.

O PRP é um tratamento emergente em um setor de saúde novo conhecido como "Orthobiologics". A filosofia é unir tecnologia de ponta com a capacidade natural do corpo para cicatrizar-se.

As plaquetas foram inicialmente conhecidas por serem responsáveis pela coagulação do sangue . Nos últimos 20 anos, temos aprendido que quando ativadas no organismo, as plaquetas liberam as proteínas de cicatrização, chamadas de fatores de crescimento.

Há muitos fatores de crescimento com responsabilidades diferentes, entretanto, cumulativamente, eles aceleram a cicatrizarão tecidual de lesões.

Logo após o aumento da concentração basal das plaquetas, somos capazes de entregar um poderoso coquetel de fatores de crescimento que podem melhorar drasticamente a recuperação dos tecidos.

O PRP é praticamente um cocktail de muitas proteínas que estimulam coletivamente a reparação e regeneração.

78398695
 
Plaqueta (platlet)

Plaqueta (platlet)

Preparação do plasma rico em plaquetas

Preparação do plasma rico em plaquetas

Concentrado de medula óssea - BMAC

BMAC = Bone Marrow Aspirate Concentrate)

Concentrado de medula óssea (BMC) é uma terapia regenerativa promissora para ajudar a acelerar a cicatrização da osteoartrite moderada, lesões de tendões e lesões ósseoas (osteonecrose). Semelhante ao plasma rico em plaquetas (PRP), o BMAC aproveita a capacidade natural do corpo para cicatrizar a si mesmo, usando células regenerativas encontradas na própria medula óssea do paciente.

A medula óssea é o tecido mole situado no interior dos nossos ossos. Em adultos, a medula óssea contém um reservatório rico que produz novas células sangüíneas, incluindo as células regenerativas. Estas células podem ser extraídos a partir da pelve do paciente e usado para a terapia de injeção do concentrado de medula óssea .

O processo de obtenção dessas células, de alto potencial regenerativo, e preparação é relativamente simples. O médico remove uma pequena quantidade de medula óssea do paciente, sob a orientação raio-x. A anestesia local e sedação podem ser usadas, fornecendo o mínimo de desconforto.

A medula óssea é então colocado numa centrifugadora, a qual separa as células regenerativas e plaquetas do resto dos produtos sanguíneos. O resultado é um concentrado que é 5-11 vezes mais rico em células regenerativas e factores de crescimento.

Método de preparo do concentrado de medula óssea

Método de preparo do concentrado de medula óssea

Aspirado de Medula Óssea Concentrado

Com o mínimo de manipulação, as células são injetadas na área lesada no mesmo momento. Ao contrário de outras células do organismo, as células de medula óssea regenerativos são indiferenciadas, o que significa que eles têm a capacidade de replicar-se em uma variedade de tipos de tecidos. Nosso corpo está em um estado constante de reparo e regeneração. Infelizmente, com a idade, a quantidade de células regenerativas declina. Por exemplo, na criança, uma em 10.000 células é uma célula regenerativa contra uma em 2.000.000 aos 70 anos. Isto explica em parte por que os nossos ferimentos, muitas vezes demoram mais para cicatrizar medida que envelhecemos.